Denúncia
Sindicato denuncia uso da Compesa na campanha

O Sindicato dos Urbanitários de Pernambuco, entidade que reúne mais de 10 mil trabalhadores no Estado, denunciou nesta sexta-feira (19) o uso das instalações da Compesa em favor da campanha eleitoral dos candidatos do PSB, Paulo Câmara, Fernando Bezerra Coelho e Marina Silva. O uso eleitoral da empresa estatal, segundo a direção do Sindurb/PE, foi feito pela própria direção da Compesa.

O presidente da entidade, Jose Gomes Barbosa, condenou o que chamou de abuso de poder. Nesta sexta-feira, a direção da empresa estatal promoveu uma reunião com os candidatos do PSB no auditório da Estação de Tratamento de Água de Pirapama, e funcionários da companhia, visando pedir votos e gravar o guia eleitoral.

Veja abaixo a nota divulgada pelo Sindurb/PE:

''NOTA DE ESCLARECIMENTO AOS TRABALHADORES URBANITÁRIOS - ABUSO DE PODER!

No dia de hoje (19/09), a direção da COMPESA ligou para a presidência do Sindurb/PE para reclamar, em tom de ameaça, dos trabalhadores que estão fazendo campanha política dentro da empresa.

O Sindurb/PE deixa claro que não exerce qualquer controle sobre a liberdade de expressão e manifestação política dos cerca de 10 mil trabalhadores nas indústrias urbanas em Pernambuco. Os cidadãos são livres para aderir a partidos políticos e fazer campanha pelos candidatos que preferirem, inclusive, usando símbolos, adesivos e/ou distribuindo material.

O que fere gravemente a Legislação Eleitoral é o fato de a direção da COMPESA utilizar-se das instalações e equipamentos internos da empresa para realizar reuniões entre o candidato ao Governo do Estado, Paulo Câmara, e os servidores da Companhia, como a que ocorreu hoje (19/09), no auditório da Estação de Tratamento de Água – ETA Pirapama, a fim de promover os candidatos do PSB: Paulo Câmara, Fernando Bezerra e Marina Silva.

O sindicato ratifica a sua defesa dos princípios da igualdade de condições; da liberdade de expressão de qualquer natureza e do combate aos abusos de poder político e econômico.

A direção.''


Investigação
Antes de morrer, promotor de Itaíba diz ter sido ameaçado por fazendeiro

 Antes de ser executado com quatro tiros de espingarda calibre 12 no rosto e pescoço, o promotor de Itaíba Thiago Faria Soares, 36 anos, formalizou junto ao Conselho Superior do Ministério Público de Pernambuco (MPPE) denúncia de ameaça praticada pelo fazendeiro José Maria Pedro Rosendo Barbosa. Mas, contraditoriamente, não pediu ao Estado garantia de vida ou proteção policial.

A conselheiros do colegiado, ele contou que já havia relatado a parentes da sua noiva, a advogada Mysheva Martins, as intimidações de Zé Maria, como é conhecido o suspeito de ser o mandante do crime. Para Thiago Faria, a iniciativa já era suficiente para deixá-lo em segurança devido à influência e ao poder da família na região. No dia 14 de outubro de 2013, porém, ele sofreu um emboscada, 18 dias antes do seu casamento. 


AVIAÇÃO
Azul quer operar voos em Caruaru

 A Azul quer ampliar sua atuação em Pernambuco. A ideia é chegar ao Agreste, contemplando Caruaru e, consequentemente, municípios do entorno e o Polo de Confecções. Seguindo o movimento de expansão regional da companhia aérea, o gerente de relações institucionais da empresa, Ronaldo Veras, esteve ontem com o governador João Lyra Neto para apresentar o plano de operação. 

Lyra, que tem nova reunião agendada para outubro para tratar do assunto, declarou que tem interesse e considerou como “importante” o movimento da Azul. A companhia já possui voos regionais em Petrolina, no Sertão, e em Fernando de Noronha.

O terminal de Caruaru aguarda pela verba federal prometida dentro do Plano de Aviação Regional da Secretaria de Aviação Civil (SAC). No Estado, outras oito localidades serão contempladas no pacote de R$ 216 milhões previstos para Pernambuco: Garanhuns, Arcoverde, Serra Talhada, Afogados da Ingazeira, Petrolina, Araripina, Salgueiro, além de Noronha. 

De acordo com a SAC, as primeiras licitações do programa podem sair ainda neste ano. Especificamente em relação a Caruaru, a secretaria informou que, no momento, está em andamento o estudo preliminar de necessidades socioeconômicas da região, que detalhará como será a obra, baseado em informações como necessidades locais, de pista de pouso e de terminal de passageiros.

Os mercados de aviação regional e internacional são hoje os grandes focos de expansão da Azul. Segundo circula na imprensa nacional, a ampliação para novas cidades brasileiras possibilitaria a empresa ampliar sua frota e adquirir jatos da Embraer para serem utilizados onde hoje a companhia opera com aviões turboélice (ATRs). Para os consumidores, essas mudanças podem significar passagens com preços mais baixos, além da maior ofertas destinos.

Internacionalmente, a Azul aguarda as sinalizações do governo para as novas regras de slots (autorizações para pousos e decolagens) no Aeroporto de Congonhas (SP), hoje dominado pela Tam e pela Gol. 

Neste mês, a empresa iniciou a venda de passagens para Flórida (EUA), com voos diários e diretos, com origem no aeroporto Internacional de Viracopos, em Campinas (SP). Os voos começam em dezembro, e as passagens podem ser encontradas com tarifas a partir de R$ 1,5 mil.

A Azul foi fundada em 2008 pelo empresário David Neeleman. A companhia, resultado da união entre a Azul Linhas Aéreas Brasileiras e a Trip Linhas Aéreas, é a terceira maior do Brasil. Detém uma frota de 134 aeronaves (entre ATRs e Embraer), mais de 10 mil tripulantes, 860 voos diários, 104 destinos servidos e 30% do total de decolagens do País.


“Superbebê”
“Superbebê” nasce com quase 8kg e chama atenção em Floresta

 A Maternidade Ana Carolina de Sá Ferraz na cidade de Floresta, Sertão de Itaparica, registrou na última semana o nascimento de um “superbebê”. A criança, que recebeu o nome de Moacir Mateus Calaça Neto, nasceu com 7, 650 kg e chamou atenção da equipe do Hospital.

O nascimento de Moacir foi uma grande surpresa para a mãe, Hosana da Silva. O único problema é o enxoval que ficou pequeno demais para o bebê. A família pede, inclusive, que quem puder fazer alguma doação de roupinhas, pode entregar na maternidade Ana Carolina de Sá Ferraz.


Policial
Bandidos assaltam loja em Custódia e na fuga ainda roubam moto e carro

 Dois bandidos roubaram um estabelecimento comercial na manhã desta quarta-feira (17) no Centro de Custódia, no Sertão de Pernambuco. De acordo com informações da Polícia Civil, os homens chegaram armados e encapuzados à loja - que comercializa joias e semijoias - e levaram alguns produtos, além de pertences pessoais dos proprietários. Ao verem a polícia, os assaltantes fugiram a pé. A quantia levada não foi divulgada.

Na fuga, os criminosos roubaram uma moto. Em seguida, abandonaram a motocicleta e roubaram um carro. Depois fugiram pela BR-232 sentido Serra Talhada, também no Sertão. A Polícia Militar realiza buscas para tentar prender os assaltantes.


Eleições 2014
Candidatos são vagos na alteração da lei trabalhista

 Os três principais candidatos à Presidência, Dilma Rousseff (PT), Marina Silva (PSB) e Aécio Neves (PSDB), defendem mudanças na Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), mas nenhum especifica quais as alterações propostas para modernizar as relações trabalhistas. O programa de governo de Marina defende mudanças nas regras trabalhistas, mas não diz como elas seriam feitas. “Em tópicos específicos, em consequência das grandes mudanças ocorridas nas relações de trabalho no país e no mundo, é necessário atualizar a legislação”, diz o texto.

O PT entende que a principal proposta para modernizar as relações trabalhistas seria a redução da jornada de trabalho de 44 para 40 horas semanais. O líder do PT na Câmara, Vicente Paulo da Silva (SP), o Vicentinho, acha que além da redução da jornada, é preciso fortalecer a negociação entre empregado e patrão, para deixar a greve como último recurso.

O programa de governo que Aécio deve lançar na próxima semana trará um item dedicado a direitos trabalhistas. Mas o texto será bastante vago e terá como principal proposta o estímulo às negociações entre sindicatos patronais e de trabalhadores. (De O Globo -Sérgio Roxo, Silvia Amorim e Germano Oliveira)

Leia a íntegra clicando aí: Candidatos são unânimes ao propor mudanças nas leis trabalhistas, mas vagos nas alterações


Eleições 2014
Campanha: Aécio pediu apoio de Barbosa. Teve um não

 A campanha de Aécio Neves (PSDB-MG) sonha com uma bala de prata: o apoio de Joaquim Barbosa na reta final do primeiro turno, revela Mônica Bergamo, na sua coluna da Folha de S.Paulo desta quinta-feira. Diz a colunista que o ex-presidente do STF (Supremo Tribunal Federal) já foi abordado mais de uma vez por tucanos que tentam convencê-lo a fazer algum gesto de adesão ao candidato.

O governador de Minas Gerais, Alberto Pinto Coelho, disse à coluna que, hospedado no mesmo hotel que Barbosa, em SP, conversou com o ex-ministro no início da semana. "Ele poderia declarar voto ou então aceitar convite para ser ministro [num eventual governo de Aécio Neves]", imagina.

''Barbosa, porém, rechaçou qualquer hipótese de aproximação. Ele tem se mantido em silêncio sobre a sucessão e, aos que insistem, diz que nem sequer sabe se estará no Brasil no dia da eleição.''


Prepare o lombo
Prepare o lombo

 Neca Setubal, educadora e uma das donas do banco Itaú, só deve aparecer a partir de sábado na campanha do PT, que mostrará sua ligação com Marina Silva, incluindo o fato de ela ter bancado 83% dos custos do instituto da ex-senadora. Os ataques serão feitos apenas nas inserções comerciais do partido na TV.

A informação é de Mônica Bergamo, na sua de hoje na Folha de S.Paulo. revelando ainda que a assessoria de Marina Silva diz que de fato haverá reforço na equipe de marketing da presidenciável caso ela chegue ao segundo turno. Afirma que isso já estava previsto desde o tempo da pré-candidatura de Eduardo Campos. O comando seguirá com a equipe atual, de acordo com vontade da candidata.


Pesquisa
Nova consulta revela vantagem de Paulo. 33% contra 31%

 A nova pesquisa do Instituto de Pesquisa Maurício de Nassau (IPMN) sugere numericamente um empate técnico entre os candidatos a governador Paulo Câmara (PSB) e Armando Monteiro (PTB), num quadro de 33% das intenções de voto contra 31%, respectivamente. O cenário já era apontado pela última pesquisa divulgada, no dia 30 de agosto, na qual o socialista aparecia com 28% e o petebista com 32% – considerando a margem de erro de 2 pontos percentuais para mais ou menos, ambos poderiam chegar a 30% das intenções. O destaque de agora é para o crescimento de Paulo, que subiu cinco pontos, contra a situação de estagnação de Armando, oscilando negativamente. A consulta foi encomendada pelo Portal Leia Já e publicada em parceria com o Jornal do Commercio. 


Eleição estadual
Armando ingressa com pedido de investigação no Ministério Público contra Câmara

 O candidato ao governo do estado pela Coligação Pernambuco vai mais longe, Armando Monteiro (PTB), afirmou ingressouna tarde desta quinta-feira (11) com um pedido no Ministério Público para que se investigue a relação do candidato socialista Paulo Câmara e a empresa Bandeirantes Pneus. A coligação cobra explicações de Paulo sobre uma suposta concessão tributária oferecida pelo governo do estado para a empresa. Além disso, o uso da aeronave pelo candidato socialista durante a campanha eleitoral que, segundo a equipe de Armando, não aparece na prestação de contas de Paulo, também é questionado. De acordo com o advogado da coligação, Walber Agra, o pedido deve entrar em pauta na próxima terça-feira (16).

Armando Monteiro afirmou que a atitude de ingressar com o pedido de investigação é motivada pela falta de "esclarecimento definitivo" de seu adversário sobre o caso. "Nós oferecemos várias oportunidades para que o candidato (Paulo Câmara) pudesse esclarecer essas questões. Como ficou claro que eles tergiversam, não enfrentam as questões de forma a produzir um esclarecimento definitivo, nós vamos ingressar com um pedido de investigação no Ministério Público", apontou o candidato trabalhista.


Escândalo
''Câmara tenta esconder caso do avião'', acusa Armando

 O candidato do PTB ao governo do Estado, Armando Monteiro Neto voltou a crobrar do seu opositor da Frente Popular Paulo Câmara(PSB) explicações sobre o seu suposto envolvimento com a transação com o avião usado pelo falecido ex-governador Eduardo Campos.

Armando criticou o que qualificou de censura por Câmara ter ido à Justiça Eleitoral tirar do seu guia o trecho que cobra justamente as explicações do candidato socialista. Indignado com a proibição, o candidato petebista distribuiu à imprensa a nota abaxo.

''Paulo Câmara tenta esconder caso do avião

O candidato Paulo Câmara, incomodado com as cobranças sobre o seu envolvimento com a Bandeirantes Pneus, se utilizou da Justiça Eleitoral para censurar trecho do guia de Armando Monteiro, na noite desta quarta-feira (10), que cobra esclarecimentos sobre o fato de ter concedido incentivos fiscais a esta empresa quando era secretário da Fazenda. 
 
A Bandeirantes Pneus, que responde a processos de sonegação fiscal e crimes contra a Receita, com prejuízos de mais de 100 milhões de reais aos cofres públicos, é apontada como proprietária de um avião utilizado por Câmara em sua campanha, fato confirmado pelo próprio candidato.
 
O povo de Pernambuco exige explicações do candidato Paulo Câmara:
 
1) Qual a motivação para a concessão dos incentivos fiscais para uma empresa inidônea?
 
2) Qual a sua relação com esta empresa?
 
3) Quantas vezes utilizou aviões desta empresa e se sabia a quem pertencia as aeronaves?
 
4) Por que não registrou a utilização deste avião na sua prestação de contas?''


Pesquisa
Dilma tem 36%, Marina, 33%, e Aécio, 15%, diz pesquisa Datafolha

 Pesquisa Datafolha divulgada nesta quarta-feira (10) aponta os seguintes percentuais de intenção de voto na corrida para a Presidência da República:

- Dilma Rousseff (PT): 36%
- 
Marina Silva (PSB): 33%
- 
Aécio Neves (PSDB): 15%
- 
Pastor Everaldo (PSC): 1%
- 
Luciana Genro (PSOL): 1%
- 
Eduardo Jorge (PV): 1%
- 
Zé Maria (PSTU): 0%*
- 
Rui Costa Pimenta (PCO): 0%*
- 
Eymael (PSDC): 0%*
- 
Levy Fidelix (PRTB): 0%*
- 
Mauro Iasi (PCB): 0%*
- Branco/nulo/nenhum: 6%
- Não sabe: 7%

No levantamento anterior do instituto, divulgado no dia 3, Dilma tinha 35%, Marina, 34%, e Aécio, 14%. Segundo o Datafolha, "é a primeira vez que Marina tem oscilação negativa em suas intenções de voto desde que entrou oficialmente na disputa".

Segundo turno
O levantamento divulgado nesta quarta indica que, em um eventual segundo turno entre Dilma e Marina, as candidatas aparecem empatadas tecnicamente. A candidata do PSB tem 47% e a do PT, 43% (na semana passada, Marina vencia por 48% a 41%).

Na simulação de segundo turno entre Dilma e Aécio, a petista vence por 49% a 38% (mesmos índices da semana anterior).

Pela segunda vez, o instituto também fez uma simulação entre Marina e Aécio. O resultado foi 54% a 30% para a candidata do PSB (ante os 56% a 28% da semana passada).

A pesquisa foi encomendada pela TV Globo e pelo jornal "Folha de S.Paulo".

O Datafolha ouviu 10.568 eleitores em 373 municípios nos dias 8 e 9 de setembro. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos. O nível de confiança é de 95%. Isso significa que, se forem realizados 100 levantamentos, em 95 deles os resultados estariam dentro da margem de erro de dois pontos prevista. A pesquisa está registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o número BR-00584/2014.

Espontânea
Na modalidade espontânea da pesquisa (em que o pesquisador somente pergunta ao entrevistado em quem ele pretende votar, sem apresentar a lista de candidatos), os resultados são os seguintes:

- Dilma Rousseff: 28%
- Marina Silva: 24%
- Aécio Neves: 10%
- Outras respostas: 1%
- Em branco/nulo/nenhum: 6%
- Não sabe: 29%

Rejeição
A presidente Dilma tem a maior taxa de rejeição (percentual dos que disseram que não votam em um candidato de jeito nenhum). Nesse item da pesquisa, os entrevistados puderam escolher mais de um nome.

- Dilma Roussef: 33%
- Aécio Neves: 23%
- Pastor Everaldo: 22%
- Marina Silva: 18%
- Zé Maria: 18%
- Levy Fidelix: 17%
- Eymael: 16%
- Rui Costa Pimenta: 15%
- Luciana Genro: 15%
- Eduardo Jorge: 14%
- Mauro Iasi: 13%

Avaliação da presidente
A pesquisa mostra que a administração da presidente Dilma Rousseff tem a aprovação de 36% dos entrevistados – mesmo índice do levantamento anterior, que se refere aos entrevistados que classificaram o governo como "ótimo" ou "bom".

Os que julgam o governo "ruim" ou "péssimo" são 24%, segundo o Datafolha. Para 38%, o governo é "regular". Os dois índices são os mesmos do levantamento anterior.

O resultado da avaliação é:

- Ótimo/bom: 36%
- Regular: 38%
- Ruim/péssimo: 24%
- Não sabe: 1%

A nota média atribuída pelos entrevistados ao governo foi 5,9.

Expectativa de vitória
O Datafolha também perguntou aos entrevistados quem, na opinião deles, vai ganhar as eleições em outubro. Para 45%, Dilma sairá vitoriosa; 34% acreditam que Marina ganhará; e 6% apostam na vitória de Aécio.


Pesquisa
Dilma tem 36%, Marina, 33%, e Aécio, 15%, diz pesquisa Datafolha

 Pesquisa Datafolha divulgada nesta quarta-feira (10) aponta os seguintes percentuais de intenção de voto na corrida para a Presidência da República:

- Dilma Rousseff (PT): 36%
- 
Marina Silva (PSB): 33%
- 
Aécio Neves (PSDB): 15%
- 
Pastor Everaldo (PSC): 1%
- 
Luciana Genro (PSOL): 1%
- 
Eduardo Jorge (PV): 1%
- 
Zé Maria (PSTU): 0%*
- 
Rui Costa Pimenta (PCO): 0%*
- 
Eymael (PSDC): 0%*
- 
Levy Fidelix (PRTB): 0%*
- 
Mauro Iasi (PCB): 0%*
- Branco/nulo/nenhum: 6%
- Não sabe: 7%

No levantamento anterior do instituto, divulgado no dia 3, Dilma tinha 35%, Marina, 34%, e Aécio, 14%. Segundo o Datafolha, "é a primeira vez que Marina tem oscilação negativa em suas intenções de voto desde que entrou oficialmente na disputa".

Segundo turno
O levantamento divulgado nesta quarta indica que, em um eventual segundo turno entre Dilma e Marina, as candidatas aparecem empatadas tecnicamente. A candidata do PSB tem 47% e a do PT, 43% (na semana passada, Marina vencia por 48% a 41%).

Na simulação de segundo turno entre Dilma e Aécio, a petista vence por 49% a 38% (mesmos índices da semana anterior).

Pela segunda vez, o instituto também fez uma simulação entre Marina e Aécio. O resultado foi 54% a 30% para a candidata do PSB (ante os 56% a 28% da semana passada).

A pesquisa foi encomendada pela TV Globo e pelo jornal "Folha de S.Paulo".

O Datafolha ouviu 10.568 eleitores em 373 municípios nos dias 8 e 9 de setembro. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos. O nível de confiança é de 95%. Isso significa que, se forem realizados 100 levantamentos, em 95 deles os resultados estariam dentro da margem de erro de dois pontos prevista. A pesquisa está registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o número BR-00584/2014.

Espontânea
Na modalidade espontânea da pesquisa (em que o pesquisador somente pergunta ao entrevistado em quem ele pretende votar, sem apresentar a lista de candidatos), os resultados são os seguintes:

- Dilma Rousseff: 28%
- Marina Silva: 24%
- Aécio Neves: 10%
- Outras respostas: 1%
- Em branco/nulo/nenhum: 6%
- Não sabe: 29%

Rejeição
A presidente Dilma tem a maior taxa de rejeição (percentual dos que disseram que não votam em um candidato de jeito nenhum). Nesse item da pesquisa, os entrevistados puderam escolher mais de um nome.

- Dilma Roussef: 33%
- Aécio Neves: 23%
- Pastor Everaldo: 22%
- Marina Silva: 18%
- Zé Maria: 18%
- Levy Fidelix: 17%
- Eymael: 16%
- Rui Costa Pimenta: 15%
- Luciana Genro: 15%
- Eduardo Jorge: 14%
- Mauro Iasi: 13%

Avaliação da presidente
A pesquisa mostra que a administração da presidente Dilma Rousseff tem a aprovação de 36% dos entrevistados – mesmo índice do levantamento anterior, que se refere aos entrevistados que classificaram o governo como "ótimo" ou "bom".

Os que julgam o governo "ruim" ou "péssimo" são 24%, segundo o Datafolha. Para 38%, o governo é "regular". Os dois índices são os mesmos do levantamento anterior.

O resultado da avaliação é:

- Ótimo/bom: 36%
- Regular: 38%
- Ruim/péssimo: 24%
- Não sabe: 1%

A nota média atribuída pelos entrevistados ao governo foi 5,9.

Expectativa de vitória
O Datafolha também perguntou aos entrevistados quem, na opinião deles, vai ganhar as eleições em outubro. Para 45%, Dilma sairá vitoriosa; 34% acreditam que Marina ganhará; e 6% apostam na vitória de Aécio.


Pesquisa
Câmara abre 6 pontos sobre Armando

 Na pesquisa Datafolha, divulgada, há pouco no NE-TV, na TV-Globo, o candidato do PSB a governador, Paulo Câmara, ultrapassou Armando Monteiro(PTB) pela primeira vez. Se as eleições fossem hoje, ele teria 39% das intenções de voto contra 33% do trabalhista.

Considerando a margem de erro de três pontos percentuais, os dois candidatos estão empatados no limite da margem de erro com maior possibilidade de Paulo Câmara estar à frente de Armando Monteiro. O candidato do PSB pode ter entre 36% e 42% e o do PTB pode ter entre 30% e 36%.

Realizada entre os dias 8 e 9 de setembro, a pesquisa contou com entrevistas de 1.211 entrevistas em 43 municípios. A margem de erro é de três pontos percentuais, para mais ou para menos. O nível de confiança é de 95%, o que quer dizer que, se levada em conta a margem de erro de dois pontos para mais ou para menos, a probabilidade de o resultado retratar a realidade é de 95%.

A pesquisa está registrada no Tribunal Regional Eleitoral (TRE) sob o protocolo número PE-00023/2014 e no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob protocolo número BR-00584/2014.

Segundo turno
O Datafolha fez uma simulação de segundo turno entre Paulo Câmara e Armando Monteiro. Os resultados são os seguintes:

Paulo Câmara (PSB): 43%
Armando Monteiro (PTB): 37%
Brancos e nulos: 10%
Indecisos: 11%

Rejeição
O Datafolha também apontou a rejeição dos candidatos. A maior rejeição é de Pantaleão, que tem 33%. Na sequência aparecem Zé Gomes (30%), Jair Pedro (26%), Miguel Anacleto (24%), Armando Monteiro (20%) e Paulo Câmara (14%).


Sertânia
Prefeitura e Conab entregam milho para agricultores

 A Prefeitura de Sertânia, por meio da Secretaria de Agricultura, vai fazer a entrega de milho aos 1200 agricultores do município cadastrados na Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). A comercialização do produto, ao preço de R$ 23,00 a saca de 60 kg, é uma medida do Governo Federal para assegurar a manutenção dos rebanhos nos municípios que sofrem com a estiagem.

O prefeito Guga Lins recebeu em seu gabinete, nesta quarta-feira (10), o secretário de Agricultura Cícero Paulo e o representante da Conab em Sertânia, Lindenberg Guedes, para definir detalhes da entrega do produto, que será realizada até o dia 31 de dezembro.

A quantidade de milho adquirida por agricultor é definida a partir da declaração do plantel e não pode ultrapassar 25 sacas, ou seja, 1.500 kg. Os agricultores devem procurar a Conab em Sertânia, que fica no Parque de Exposição Professor Renato Morais, das 7h às 15h, com a ficha sanitária da Adagro atualizada. Em seguida, recebem o boleto bancário, realizam o pagamento e voltam para pegar o produto. Todo esse processo é feito por agendamento.

De acordo com o gerente da Conab em Sertânia, Lindenberg Guedes, o bovino leiteiro consome em sua ração 60 kg de milho/mês; bovino de corte, 15 kg/mês; caprino e ovino, 13,2 kg/mês; suíno, 38 kg/mês e aves, 1,72 kg/mês.


ENQUETE
O Congresso aprovou um novo salário mínimo de R$ 724; dá para sustentar uma família com este valor?



GALERIA DE FOTOS
36 foto(s)
51 foto(s)
CURTA O MOXOTÓ LIGADO
Copyright 2013.
MOXOTÓ LIGADO
Todos os direitos reservados.
083-9967.2682
Entre em contato