Bancos
Terminais de autoatendimento da Caixa ficarão indisponíveis na madrugada de domingo

 A Caixa Econômica informou nesta quinta-feira (28) que os serviços de autoatendimento do banco estarão indisponíveis de 0h às 6h do próximo domingo. Segundo a instituição, a pausa é para a realização de uma atualização tecnológica no sistema.

O objetivo é melhorar a qualidade dos serviços. A paralisação não afetará o funcionamento dos cartões de débito e crédito, nem outros serviços como internet banking, banking móvel, caixa celular e banco 24 horas.


Politica
Lupi vê 'fundamentalismo religioso' em Marina

 Em entrevista ao Broadcast Político, serviço de notícias em tempo real da Agência Estado, horas antes do encontro do conselho político da campanha da presidente Dilma Rousseff, o presidente do PDT, Carlos Lupi, defendeu mudanças na condução da disputa presidencial. A reunião foi realizada nesta quarta (27) em Brasília com a participação dos demais presidentes de partidos que compõem a coligação de Dilma e um dia após a divulgação da última pesquisa Ibope. 

Ao falar sobre o novo cenário com o ingresso de Marina Silva (PSB) na corrida eleitoral, o dirigente afirmou que é preciso uma "descaracterização" de que a presidente é candidata apenas do PT, como forma de evitar o sentimento no eleitor de "desgaste de material". 

"A primeira coisa que tem que se fazer é descaracterizar que Dilma é só candidata do PT. Dilma é candidata de uma aliança de 10 partidos. Todos temos responsabilidades nos acertos e nos erros. Há naturalmente depois de 11 anos e meio de governo um desgaste com alguns setores, que de alguma maneira tiveram prejuízos", afirmou.

Ele avalia que o sentimento de insatisfação de parte da população com o momento atual do País se deve a erros na comunicação do governo. "O governo perdeu nesse processo, nos últimos três anos e meio, a batalha da comunicação. E ele tem que aproveitar esses 40 dias de eleição para ganhar o segundo tempo da batalha da comunicação porque no primeiro ele perdeu, independente de Marina", disse. 

Apesar de considerar os programas de TV de Dilma como "bons", para Lupi a campanha também tem que investir na apresentação de novas propostas aos eleitores. "Está se falando muito do que se fez, pouco do que vão fazer. As pessoas não vivem do ontem. O ontem serve como base mas, sem construir o amanhã, não gera sonhos", ressaltou.

Ao comentar sobre o crescimento de Marina Silva nas pesquisas, Lupi recorreu à ironia. "Todo furacão acaba em brisa. Começa forte, destruidor, violento e acaba fragilizado. Acho que ela tem o teto que é o piso. Não acredito que ela vai muito longe dos 20%". Na última pesquisa Ibope, a candidata aparece em segundo lugar com 28% das intenções de votos. Dilma tem 34% e Aécio Neves (PSDB) 19%. O dirigente subiu o tom ao considerar que Marina representa um "fundamentalismo religioso". 

"O Estado brasileiro pagou um preço alto quando se confundia Estado com a Igreja Católica. Não pode voltar a pagar um preço alto pelo fundamentalismo religioso. Em boa parte acho que ela representa isso", disse, para em seguida citar o episódio da morte de Eduardo Campos em acidente aéreo no início do mês. "Ela disse que foi a providência divina não estar no avião. Pode até ter sido. Mas não podemos dizer que foi providência divina a desgraça de alguém. Indiretamente não é isso? Providência divina me salvou e por que não salvou o companheiro? É essa a disputa? Alguém está concorrendo para ser papa, pastor, bispo?"

Segundo ele, a desconstrução da imagem de Marina será feita nos Estados e por Dilma com base nas propostas que ela deve defender nos próximos dias de campanha. "O eixo que temos que trabalhar é nas contradições, fazer ela dizer o que pensa e as pessoas escolherem, ou não, por uma questão clara do que ela vai fazer se amanhã for presidente".


AUMENTO
Proposta orçamentária prevê salário mínimo de R$ 788,06 para 2015

 A partir de 1º de janeiro de 2015, o salário mínimo deve ser R$ 788,06, segundo o Projeto de Lei Orçamentária Anual (Ploa) 2015. Um reajuste de 8,8%. O anúncio foi feito nesta quinta-feira (28) pela ministra do Planejamento, Miriam Belchior, depois de entregar a proposta ao presidente o Congresso, Renan Calheiros (PMDB-AL). A ministra antecipou que o texto prioriza investimentos em saúde, educação combate à pobreza e infraestrutura.

A peça orçamentária traz uma mensagem da presidenta Dilma Rousseff com um diagnóstico sobre a situação econômica do país e suas perspectivas.

Pela Constituição, o prazo de entrega do projeto pelo Executivo termina no dia 31 de agosto. Mas, com a expectativa de conclusão da votação da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), que define as metas e prioridades da administração pública federal, só na semana que vem, durante o esforço concentrado, o governo se antecipou. A LDO deveria orientar a elaboração da peça orçamentária.

“Coloquei  toda a equipe do Ministério [do Planejamento] à disposição, para os esclarecimentos necessários, para que o Congresso possa fazer uma análise rápida do Orçamento e votá-lo até o fim do ano, prazo que o presidente do Senado [Renam Calheiros], confirmou que é possível fazer”, explicou a ministra.

O Orçamento Geral da União (OGU) é formado pelo orçamento fiscal, da seguridade e pelo orçamento de investimento das empresas estatais federais. A Constituição determina que a proposta seja votada e aprovada até o dia 22 de dezembro.

No projeto de lei, também consta a estimativa para a inflação, medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), em 5%, no próximo ano.

A projeção para o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB), soma de todos os bens e serviços produzidos no país, ficou em 3% (R$ 5,756 trilhões).

O governo estima que o superávit primário para o setor público consolidado será R$ 143,3 bilhões, valor que corresponde a 2,5% do Produto Interno Bruto (PIB) – soma de todos os bens e serviços produzidos no país. Com o abatimentos, o superávit primário vai para R$ 114,7 bilhões, correspondentes a 2% do PIB.

O superávit primário é a poupança para pagar os juros da dívida que o governo seus credores. Na medida em que o país consegue alcançar as metas de superávits primários, tem condições de pagar dividas.


População
Brasil tem mais de 202 milhões de habitantes, diz IBGE

 O Brasil tem uma população de 202.768.562 habitantes, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), publicados hoje (28) no Diário Oficial da União. O Estado mais populoso, São Paulo, tem 44,03 milhões de habitantes. Já no Estado menos populoso, Roraima, vivem 496,9 mil pessoas.

Os dados do IBGE são estimativas de população no dia 1º de julho de 2014. Além de São Paulo, cinco Estados têm mais de 10 milhões de habitantes: Minas Gerais (20,73 milhões), Rio de Janeiro (16,46 milhões), Bahia (15,13 milhões), Rio Grande do Sul (11,21 milhões) e Paraná (11,08 milhões).

Na lista dos lista de unidades da federação com mais de 5 milhões de pessoas, estão seis Estados: Pernambuco (9,28 milhões), Ceará (8,84 milhões), Pará (8,08 milhões), Maranhão (6,85 milhões), Santa Catarina (6,73 milhões) e Goiás (6,52 milhões).

Apenas dois Estados têm menos de 1 milhão de habitantes, além de Roraima: Amapá (750,9 mil) e Acre (790,1 mil).

As demais unidades federativas têm as seguintes populações: Paraíba (3,94 milhões), Espírito Santo (3,88 milhões), Amazonas (3,87 milhões), Rio Grande do Norte (3,41 milhões), Alagoas (3,32 milhões), Piauí (3,19 milhões), Mato Grosso (3,22 milhões), Distrito Federal (2,85 milhões), Mato Grosso do Sul (2,62 milhões), Sergipe (2,22 milhões), Rondônia (1,75 milhão) e Tocantins (1,5 milhão).


Politica
Evento do PT em apoio a Armando será na Dantas Barreto

 O deputado federal e candidato ao Senado João Paulo (PT) anunciou, na manhã de hoje, que o ex-presidente Lula e a presidente Dilma Rousseff, ambos de seu partido, devem desembarcar em Pernambuco na próxima quinta-feira, 4 de setembro, para participar de um ato da coligação Pernambuco Vai Mais Longe. João Paulo chegou a afirmar que os dois serão protagonistas de um “grande réveillon da vitória”. O evento vai acontecer na Av. Dantas Barreto, no Centro do Recife, nas mediações da Basílica do Carmo.

O petista advertiu, no entanto, que a presença de Lula é garantida. O mesmo não acontece com a presidente Dilma Rousseff, que é candidata à reeleição. “Lula é confirmado. Dilma está na agenda”, advertiu sobre um possível cancelamento. O curioso é que a própria Dilma Rousseff não vem sendo tão explorada no guia de João Paulo. Seu material de campanha investe pesado na figura do ex-presidente e não da atual comandante petista. O ato no Recife será realizado num lugar “histórico” para os petistas.

João Paulo participou de uma reunião na manhã desta quinta-feira (28) na Associação de Servidores do Estado de Pernambuco (APSE). Também estiveram presentes o candidato ao governo de sua coligação, o senador licenciado Armando Monteiro Neto (PTB), e o candidato a vice, o deputado federal Paulo Rubem (PDT). A associação entregou aos candidatos um documento, representando a parceria do grupo (ou apoio) à chapa.

A vinda do ex-presidente Lula será estratégica no momento em que a chapa adversária, a do candidato e ex-secretário Paulo Câmara (PSB) vem crescendo, de forma expressiva, em pesquisas.  Antes de chegar ao Recife, Lula terá uma agenda no Sertão, na cidade de Petrolina. Até a eleição em outubro, o ex-presidente deverá ter outro compromisso de campanha com Armando Monteiro Neto (PTB).


Politica
Empresas fantasmas pagaram avião de Eduardo

 Documento entregue à Polícia Federal pela operadora do avião Cessna que caiu em Santos, no último dia 13, matando o candidato do PSB à Presidência, Eduardo Campos, e mais seis pessoas, levantou a suspeita de envolvimento de empresas fantasmas na compra da aeronave.

Reportagem do Jornal Nacional visitou endereços que seriam de empresas que contribuíram para a compra e nelas encontrou uma residência em uma favela do Recife e salas comerciais e casas vazias. A AF Empreendimentos e Participações era a operadora da aeronave e tinha contrato de leasing assinado com o braço financeiro da fabricante de jatos, a Cessna Finance Export Corporation. 

Leia mais em Empresas fantasmas pagaram avião de Campos


Politica
Marina leva pânico ao PT e tucanos e vira alvo comum

 Os números do Ibope produziram o mesmo clima de tensão nas campanhas de Dilma Rousseff (PT) e Aécio Neves (PSDB). Os petistas estão em alerta com a rápida conversão dos insatisfeitos com o governo em eleitores de Marina Silva (PSB), e já começaram a treinar aliados para antecipar o embate com a ex-senadora. Os tucanos têm 39 dias, a contar de hoje, para ultrapassar Marina e evitar um fiasco histórico: desde 1994, o PSDB nunca saiu da disputa no primeiro turno. A informação é de Bernardo Mello Franco, na sua coluna desta quarta-feira, na Folha de S.Paulo.

Diz ainda o colunista que o comitê de Dilma começou a ajustar a mira contra Marina. Dirigentes regionais foram orientados a dizer que a candidata não teria capacidade e experiência para conduzir o Brasil em uma crise econômica como a iniciada em 2008.

'Outra tática será carimbar Marina como uma ex-ministra do Meio Ambiente inflexível, que atrasou projetos porque não conseguia dialogar com outros setores do governo.'


Politica
Homenagens póstumas: Ibope não surpreende Armando

 Para o candidato do PTB ao governo de Pernambuco, Armando Monteiro Neto, o resultado da pesquisa Ibope, mostrando rápida recuperação de seu adversário da Frente Popular, Paulo Câmara, não surpreende. ''Vivenciamos nas duas últimas semanas um clima de comoção jamais registrado na história política de Pernambuco, amplificado pela intensa cobertura da mídia'', diz o senador em nota divulgada ontem. Ele explica o porquê desse seu entendimento: 

''Tornou-se inevitável a associação das homenagens póstumas ao candidato adversário e seu grupo político. De agora em diante, resta saber o que passará a se constituir, verdadeiramente, em capital político próprio do candidato.
 
De nossa parte, registramos como muito positiva a cristalização das nossas intenções de voto em elevado patamar, garantindo a manutenção da nossa liderança, mesmo nesse cenário atípico. Registre-se ainda que continuamos a ser o candidato que apresenta o menor índice de rejeição'', diz o senador na nota à divulgada na noite de ontem.


Pesquisa
Dilma tem 34%, Marina, 29%, e Aécio, 19%, aponta pesquisa Ibope

 Pesquisa Ibope divulgada nesta terça-feira (26) aponta Dilma Rousseff (PT) com 34% das intenções de voto para presidente da República e Marina Silva (PSB), com 29%. O candidato do PSDB, Aécio Neves, tem 19%, seguido de Pastor Everaldo (PSC) e Luciana Genro (PSOL), com 1% cada um. Os outros seis candidatos somados acumulam 1%.

O levantamento indica que, em um eventual segundo turno entre Dilma Rousseff e Marina Silva, a ex-senadora teria 45% e a atual presidente, que tenta a reeleição, 36%.

 

Encomendada pela TV Globo e pelo jornal "O Estado de S. Paulo", a pesquisa é a primeira do Ibope com Marina Silva como candidata do PSB.

No levantamento anterior do instituto, divulgado no último dia 7, o candidato do partido ainda era Eduardo Campos, que morreu em acidente aéreo no último 13. Naquela pesquisa, Dilma tinha 38%, Aécio, 23%, e Campos, 9%. Entre uma pesquisa e outra, a taxa de indecisos passou de 11% para 8%, e a de quem pretende votar em branco ou nulo, de 13% para 7%.

 

Confira abaixo os números na modalidade estimulada da pesquisa (em que o pesquisador apresenta ao entrevistado um cartão com os nomes de todos os candidatos):

- Dilma Rousseff (PT): 34%
- Marina Silva (PSB): 29%
- Aécio Neves (PSDB): 19%
- Luciana Genro (PSOL): 1%
- Pastor Everaldo (PSC): 1%
- José Maria (PSTU): 0%*
- Eduardo Jorge (PV): 0%*
- Rui Costa Pimenta (PCO): 0%*
- Eymael (PSDC): 0%*
- Levy Fidelix (PRTB): 0%*
- Mauro Iasi (PCB): 0%*
- Brancos/nulos/nenhum: 7%
- Não sabe: 8%

* Cada um dos seis indicados com 0% não atingiu 1% das intenções de voto; somados, eles têm 1%

O Ibope ouviu 2.506 eleitores em 175 municípios entre os últimos sábado (23) e segunda-feira (25). A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos. O nível de confiança é de 95%, o que quer dizer que, se levarmos em conta a margem de erro de dois pontos para mais ou para menos, a probabilidade de o resultado retratar a realidade é de 95%. A pesquisa está registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o número BR-00428/2014.

 

Espontânea
Na modalidade espontânea da pesquisa (em que o pesquisador somente pergunta ao eleitor em quem ele pretende votar, sem apresentar a relação de candidatos), o resultado foi o seguinte:

- Dilma Rousseff (PT): 27%
- Marina Silva (PSB): 18%
- Aécio Neves (PSDB): 12%
- Outros: 2%
- Brancos/nulos/nenhum: 12%
- Não sabe: 28%

Segundo turno
O Ibope simulou os seguintes cenários de segundo turno:

- Marina Silva: 45%
- Dilma Rousseff: 36%
- Brancos/nulos/nenhum: 9%
- Não sabe: 11%

- Dilma Rousseff: 41%
- Aécio Neves: 35%
- Brancos/nulos/nenhum: 12%
- Não sabe: 12%

Rejeição
Dentre os 11 candidatos a presidente, Dilma Rousseff tem a maior taxa de rejeição (percentual dos que disseram que não votam em um candidato de jeito nenhum). Veja os números:

- Dilma Roussef: 36%
- Aécio Neves: 18%
- Pastor Everaldo: 14%
- Zé Maria: 11%
- Marina Silva: 10%
- Eymael: 9%
- Levy Fidelix: 9%
- Luciana Genro: 8%
- Rui Costa: 7%
- Eduardo Jorge: 7%
- Mauro Iasi: 6%

Avaliação do governo
A pesquisa mostra que a administração da presidente Dilma tem a aprovação de 34% dos eleitores – no levantamento anterior, divulgado no último dia 7, o índice era de 32%. O percentual de aprovação reúne os entrevistados que avaliaram o governo como "bom" ou "ótimo".

A pesquisa mostra ainda que o índice dos que desaprovam a gestão, ou seja, consideram o governo "ruim" ou "péssimo", é de 27% (31% no levantamento anterior). Consideram o governo "regular" 36% (na pesquisa anterior, 35%).

O resultado da pesquisa de avaliação do governo Dilma foi o seguinte:
- Ótimo/bom: 34%
- Regular: 36%
- Ruim/péssimo: 27%
- Não sabe: 2%
 


Pesquisa
Em PE, Armando Monteiro tem 38% e Paulo Câmara, 29%, diz Ibope

 Pesquisa Ibope divulgada nesta terça-feira (26) aponta Armando Monteiro (PTB) com 38% das intenções de voto para o governo de Pernambuco, seguido de Paulo Câmara (PSB), com 29%. Os candidatos Jair Pedro (PSTU), Miguel Anacleto (PCB), Pantaleão (PCO) e Zé Gomes (PSOL) aparecem com 1% cada.

No levantamento anterior realizado pelo instituto, em julho, Armando Monteiro aparecia com 43% e Paulo Câmara, com 11%. Encomendada pela TV Globo, a pesquisa é a segunda do Ibope após o registro das candidaturas.


Confira abaixo os números do Ibope para a pesquisa estimulada, em que a relação dos candidatos é apresentada ao entrevistado:

Armando Monteiro (PTB): 38%
Paulo Câmara (PSB): 29%
Jair Pedro (PSTU): 1%
Miguel Anacleto (PCB): 1%
Pantaleão (PCO): 1%
Zé Gomes (PSOL): 1%
Brancos e nulos: 13%
Indecisos: 16 %

Rejeição
O Ibope também pesquisou em quem os eleitores não votariam de jeito nenhum. Confira abaixo:

Zé Gomes (PSOL): 33%
Pantaleão (PCO): 32%
Jair Pedro (PSTU): 24%
Miguel Anacleto (PCB): 23%
Paulo Câmara (PSB): 19%
Armando Monteiro (PTB): 17%
Poderia votar em todos: 12%
Não sabe ou não respondeu: 27%

A pesquisa foi realizada entre os dias 23 e 25 de agosto. Foram entrevistados 1.512 eleitores em 69 municípios do estado. A margem de erro é de três pontos percentuais, para mais ou para menos. O nível de confiança é de 95%, o que quer dizer que, se levada em conta a margem de erro de três pontos para mais ou para menos, a probabilidade de o resultado retratar a realidade é de 95%.

A pesquisa está registrada no Tribunal Regional Eleitoral de Pernambuco (TRE-PE) sob o número 00019/2014 e no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o número BR00424/2014.


Politica
Armando: “A educação é o grande desafio de Pernambuco”

 Em entrevista ao programa TV Jornal Meio Dia, nesta terça-feira (26), Armando Monteiro (PTB), candidato a governador, defendeu maior investimento na educação para que Pernambuco dê uma guinada nos índices educacionais nas redes estadual e municipal. Para tanto, o petebista afirmou que vai desenvolver um modelo cooperativo do Estado com as prefeituras, oferecendo suporte pedagógico e financeiro, e adotar uma matriz curricular única do Sertão ao Litoral, melhorando a formação dos alunos já na base.

Outra área na educação que Armando pretende atuar fortemente é estabelecer a conexão entre os ensinos médio e o profissionalizante. Dessa forma, para o petebista, ao concluir a formação básica, os alunos já serão encaminhados para a qualificação profissional, se preparando para o mercado de trabalho. O candidato também quer implantar uma política para minimizar a evasão escolar. Essas medidas visam rever os atuais índices que Pernambuco amarga no Ideb.

“Pernambuco tem que reverter este quadro. Se o Estado não fizer uma virada na educação, não poderemos chamar de desenvolvimento o que houve nos últimos anos. A educação é o grande desafio de Pernambuco”, resumiu Armando Monteiro, ao sublinhar que, atualmente, no Ideb, o Estado está na 18ª nos anos iniciais do ensino fundamental e na 22ª posição nos anos finais. Já no ensino médio, o Estado ocupa a 16ª.

“É preciso reduzir o nível de evasão escolar do ensino fundamental para o ensino médio e conectar o ensino médio com o profissional, para os jovens terem uma profissão e devolver para a sociedade o que recebeu ao longo da formação”, pregou o candidato a governador.

MOBILIDADE E INCENTIVOS – Durante entrevista à apresentadora Graça Araújo, Armando Monteiro destacou que seu governo vai por em prática políticas públicas para minimizar os transtornos com a mobilidade urbana. Uma das ações é implantar novos corredores exclusivos de transporte para dar mais espaço para o Bus Rapid Transit, os BRTs. Outra iniciativa é melhorar e ampliar o metrô, modernizando as composições e ajustando a frequência. Dessa forma a ideia é saltar de 300 mil passageiros por dia para 500 mil.


Seleção
Concurso do Estado oferecerá 1.905 vagas na área de saúde

 O governo do Estado vai oferecer 1.905 vagas na área de saúde para reforçar o quadro profissional dos hospitais da rede estadual, distrubuídas na Região Metropolitana do Recife e no Interior. O edital será publicado no Diário Oficial do Estado desta terça-feira (26).

Do total de vagas, 821 são para o cargo de analista em saúde, divididos nas seguintes funções: assistente social (43 vagas); biomédico (13 vagas); cirurgião dentista (24 vagas); cirurgião dentista com especialidade em cirurgia buco-maxilo-facial (04 vagas); enfermeiro assistencial (253 vagas); enfermeiro obstetra (77 vagas); enfermeiro uteísta (56 vagas); farmacêutico diarista (41 vagas); farmacêutico (59 vagas); fisioterapeuta motor (18 vagas); fisioterapeuta respiratório (38 vagas); fonoaudiólogo (42 vagas); nutricionista (66 vagas); psicólogo (53 vagas) e terapeuta ocupacional (34 vagas).

As outras 1.084 vagas são para o cargo de assistente em saúde. Todas as vagas são para profissionais plantonistas, a exceção do cargo de analista em saúde função farmacêutico diarista. A seleção será organizada pela IAUPE/CONUPE (www.upenet.com.br). Os profissionais de enfermagem e fisioterapia serão lotados por área de especialidade, reforçando o perfil de cada unidade hospitalar de maneira regionalizada. Para a distribuição das vagas, foram analisadas as necessidades e o perfil de cada serviço.

No ato da inscrição, o  profissional já poderá escolher a Região do Estado em que irá atuar. O maior número de vagas será para a I Geres, com sede em Recife (1.078), que conta com os hospitais Barão de Lucena, Restauração, Agamenon Magalhães, Getúlio Vargas, Otávio de Freitas; Geral de Areias; Correia Picanço; Ulysses Pernambucano; Policlínica Jaboatão-Prazeres; Alcides Codeceira, em Igarassu; e Sanatório Padre Manoel, em Paulista.

Os profissionais serão lotados ainda no Hospital Regional José Fernandes Salsa, em Limoeiro (II Geres); Hospital Colônia Vicente Gomes de Matos, em Barreiros (III Geres); Hospital Jesus Nazareno e Hospital Regional do Agreste, em Caruaru (IV Geres); Hospital Dom Moura, em Garanhuns (V Geres); Hospital Regional Ruy de Barros Correia, em Arcoverde (VI Geres); Hospital Regional Inácio de Sá, em Salgueiro (VII Geres); Hospital Regional Emília Câmara, em Afogados da Ingazeira (X Geres); Hospital Prof. Agamenon Magalhães, em Serra Talhada (XI Geres), e Hospital Belarmino Correia, em Goiana (XII Geres).

Os cargos de analista em saúde receberão um vencimento de R$ 1.518,38, com gratificação de plantão no valor de R$ 798,60. As exceções são os cargos de analista em saúde na função de cirurgião dentista com especialidade em cirurgia buco-maxilo-facial, que terá vencimento de R$ 4.599,02, com gratificação de plantão de R$ 2.915,72; e de analista de saúde função cirurgião dentista, que receberá gratificação de plantão no valor de R$ 2.134,00. Já os assistentes em saúde receberão vencimentos de R$ 724,13, com gratificação de plantão de R$ 261,35.
  
O último concurso voltado para profissionais de saúde para a rede estadual foi realizado em 2004.
 


Cultura
Sertânia participa de evento cultural no Rio Grande do Norte

 O Grupo Folclórico Elizabeth Freire, da Escola Municipal de Dança, participou, no último final de semana, do I Festival de Cultura de São Gonçalo do Amarante, município do Rio Grande do Norte.

O evento possibilitou o intercâmbio e a integração entre municípios, estados brasileiros, bem como a preservação, a valorização e a divulgação da arte, da cultura e da tradição dos povos.

O Grupo Folclórico Elizabeth Freire é formado por mais de 20 dançarinos. O grupo apresenta as principais danças do folclore brasileiro, como frevo, maracatu, caboclinho, folguedos juninos, coco de roda, ciranda, pastoril e pau de fita.


Sertânia
SCFV promove intercâmbio com jovens

 A prefeitura de Sertânia, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Social e Cidadania, promove, nesta quinta-feira (28), um intercâmbio com as crianças e adolescentes atendidas pelo Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vinculo -SCFV.

Durante o evento, que será no Ginásio de Esportes Epaminondas de Morais, a partir das 8h, haverá partidas de futsal masculino com 45 jovens atendidos pelo SCFV dos núcleos do Centro Social Urbano, Sítio Caianas e Albuquerque Né.


Marina Subindo
Exclusivo: Marina alcança Dilma

 O  aguardadíssimo resultado da pesquisa Ibope que o Jornal Nacional divulgará hoje vai mostrar um novo avanço de Marina Silva. Pela pesquisa, Marina está empatada tecnicamente com Dilma Rousseff no primeiro turno, considerando a margem de erro de 2%.

A pesquisa mostrará Dilma Rousseff entre 31% e 32%, Marina entre 27% e 28% e Aécio Neves entre 18% e 20%.

No segundo turno, Marina aparecerá com dois dígitos à frente de Dilma.

A pesquisa foi feita pelo Ibope entre 23 e hoje. Foram entrevistados 2506 eleitores.

Por Lauro Jardim


ENQUETE
O Congresso aprovou um novo salário mínimo de R$ 724; dá para sustentar uma família com este valor?



GALERIA DE FOTOS
36 foto(s)
51 foto(s)
CURTA O MOXOTÓ LIGADO
Copyright 2013.
MOXOTÓ LIGADO
Todos os direitos reservados.
083-9967.2682
Entre em contato